Seminário de comunicação sindical debate mídia e política no século 21

0
75

Brasil de Fato – A Associação de Docentes da Unicamp (Adunicamp), em parceria com o Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC), realiza o Seminário de Comunicação Sindical – Mídia e Política no Séc. 21, de 19 a 21 de maio, em Campinas (SP). O Seminário de Comunicação Sindical irá reunir nos três dias jornalistas e professores para debater sobre o campo da comunicação em geral e da comunicação sindical em todo o país.​ O evento será realizado de forma presencial e on-line e as inscrições podem ser feitas gratuitamente até quinta-feira (12).

Segundos os organizadores, o objetivo é construir um espaço formativo e humanizado para reflexões sobre as perspectivas da área diante do cenário desafiador que vivemos, debater temas, segmentos e linguagens do universo da comunicação sindical, além de compartilhar experiências e estratégias de fortalecimento das iniciativas.

Para a presidenta e diretora de Imprensa da ADunicamp, Silvia Gatti, o Seminário de Comunicação Sindical pretende atualizar os mecanismos para a comunicação sindical, das associações e sindicatos com seus associados. “Ela precisa ser mais incisiva, compartilhar experiências, ser mais rápida diante das muitas alternativas hoje existentes e com uma maior intercomunicação para proposições e ações. Outro objetivo é formativo na atualização de formas de comunicação. Por fim, chamamos esse de I Seminário porque consideramos que essas práticas devem ser mantidas e renovadas periodicamente”, afirma.

Coordenadora do NPC, a jornalista Claudia Santiago destaca que em 2022 o Núcleo Piratininga de Comunicação participará de seminários de Comunicação Sindical em algumas cidades do país. “Vamos começar por Campinas a convite da Associação de Docentes da Unicamp (ADunicamp). Agradecemos muito pela confiança depositada no NPC. Nosso objetivo é reunir gente que faz e pensa a comunicação sindical nas regiões para tornar cada vez mais forte a atuação da classe trabalhadora. Em junho estaremos em Porto Alegre (RS) e em julho em São Luís (MA). As atividades do NPC contam com o apoio da Fundação Rosa Luxemburgo”, informa.

Além dos debates, será oferecida aos participantes uma oficina sobre Comunicação Sindical e Mídias Digitais, elaborada pelas profissionais do Núcleo Piratininga de Comunicação.

O seminário será realizado na sede da Associação de Docentes da Unicamp (Av. Érico Veríssimo, 1.479 – Cidade Universitária – Campinas). As vagas presenciais são limitadas. E haverá uma sala no zoom com capacidade para até 100 pessoas.

Interessados devem realizar a inscrição pelo formulário: https://forms.gle/a4NtzUGguwx91NAD6.

​Dúvidas e informações: [email protected]

Página do evento: https://nucleopiratininga.wixsite.com/seminarioadunicamp

Programação

19/05

15h – Abertura

17h às 19h

Comunicação no Século XXI: Bia Barbosa, Edgard Rebouças e Laurindo Lalo Leal

20/05

9h às 12h

Comunicação no Século XXI – Internet, polifonia, controle social e possibilidades emancipatórias: Eugênio Bucci, Márcio Carneiro dos Santos e Diego Dorgam

14h às 15h30

Comunicação Sindical na Década de 20 do Séc. XXI – nos locais de trabalho e de forma remota: Claudia Santiago, Guilherme Mikami e Ricardo Andrade

16h às 18h

Outra comunicação é possível nos bairros e nas ruas: Claudia Santiago, Nina Fideles e Denise Simeão

21/05

Oficina Comunicação Sindical e Mídias Digitais: Najla Passos (NPC) e Katia Marko (NPC)

​Conheça os palestrantes

Eugênio Bucci – Professor da Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP).  Foi presidente da Radiobras de 2003 a 2007. Desenvolve pesquisas nas seguintes áreas: ética e imprensa, comunicação pública, superindústria do imaginário, informação e cultura democrática. Escreveu, entre outros livros, “O Estado de Narciso” (Companhia das Letras, 2015) e “A forma bruta dos protestos” (Companhia das Letras, 2016), “Existe democracia sem verdade factual?” (Estação das Letras e Cores, 2019) e “A superindústria do imaginário” (Autêntica, 2021).

Laurindo Lalo Leal Filho – ​Sociólogo e jornalista, professor aposentado da ECA/USP. Pesquisador da área da comunicação, é autor de livros e artigos sobre o tema. Atualmente integra o Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e a direção do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé.

Claudia Santiago – Jornalista e professora de História Núcleo Piratininga de Comunicação. Co-autora dos livros “Comunicação Sindical: a arte de falar para milhões”,”Dicionário de Politiquês”, “Experiências em Comunicação Popular no Rio de Janeiro” e org. dos livros “Vila Nova: vida e obra de um militante” e “Almanaque da Comunicação Sindical e Popular no Rio de Janeiro”. É coordenadora editorial da Editora NPC e do Curso de Comunicação Popular do NPC. Curadora dos Cursos Anuais do NPC.

Bia Barbosa – Bia Barbosa é jornalista, especialista em direitos humanos pela USP e mestra em Gestão e Políticas Públicas pela FGV-SP. Integra o Intervozes e a Coalizão Direitos na Rede.

Edgard Rebouças – É professor da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) onde coordena o Observatório da Mídia: direitos humanos, políticas, sistemas e transparência, diretor de Relações Internacionais da Intercom (2020-2023) e coordenador de Pesquisa da Rede Nacional de Combate à Desinformação – RNCD.

Nina Fideles – Jornalista. Foi editora do Jornal Sem Terra, coordenadora da Radioagência NP, além de repórter na Revista Sem Terra e editora de algumas publicações infantis do MST. Desde março de 2019 passou a integrar a direção geral do jornal Brasil de Fato, onde está até hoje.

Diego Dorgam – Graduado em Gestão de TI, com ampla experiência em administração pública e privada, especialista em automação, desenvolvimento ágil e governança de TI. Entusiasta da cultura DevOps, promovendo o modelo de funcionamento Chatops com integrações entre aplicativos e plataformas web, além de especialista e palestrante sobre Inteligência Artificial open Source, processamento de linguagem natural, Deep Learning e BlockChain.

Márcio Carneiro dos Santos – Doutor pelo programa de Tecnologias da Inteligência e Design Digital (TIDD) da PUC-SP. Estágio de Pós Doutorado na UNB na linha de pesquisa Teorias e Tecnologias da Comunicação. Professor Permanente do Programa de Pós Graduação em Comunicação da UFMA. É coordenador do LABCOM- Laboratório de Convergência de Mídias. 

Najla Passos – Jornalista, mestre em Linguagens/Estudos Literários e Culturais e doutoranda em Comunicação na UFJF. É professora de Mídias Digitais do Núcleo Piratininga de Comunicação. 

Katia Marko – ​Jornalista, editora do Brasil de Fato RS, diretora do Sindjors, coordenadora do NPC. Trabalha com comunicação sindical há 26 anos.

Ricardo Andrade – Jornalista no SINTPq (Sindicato dos Pesquisadores/SP), mestrando em comunicação pela PUC-Campinas, ex-coordenador do Coletivo de Comunicação da CUT Subsede Campinas e criador da página @sindicato.dos.memes no Instagram. Pesquisa a midiatização da comunicação sindical e as práticas comunicacionais bem-sucedidas adotadas por grandes entidades.

Guilherme Mikami – Jornalista, cientista político. Cofundador da agência de comunicação sindical Abridor de Latas, especializada em criação de campanhas e ações de grande alcance para a defesa dos direitos dos trabalhadores.

Denise Simeão – Jornalista, mestre em Mídia e Artes pela PUC/Campinas, militante feminista. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em mídias alternativas, midiativismo, redes sociais, feminismo e ciência política.