Janeiro Branco: Risco de Transtornos Mentais entre os servidores

0
102

Fechando o mês da campanha Janeiro Branco, queremos fazer o alerta para o risco de adoecimento mental que grande parte dos servidores do Ministério Público apresenta. 85% dos participantes da pesquisa “Atenção à Saúde Mental de Membros e Servidores do Ministério Público: Fatores Psicossociais no Trabalho no contexto da Pandemia de Covid-19”, realizada pelo CNMP, estão em risco para Transtornos Mentais Comuns (TMC).

Apesar de um resultado bastante afetado pelo contexto da pandemia de covid-19, os dados do estudo também apontaram fatores preocupantes de adoecimento relacionados ao trabalho.

Quanto aos sintomas apresentados pelos participantes da pesquisa, 73% apresentaram humor depressivo-ansioso, apontando que se sentem nervosos, tensos ou preocupados; 52% têm pensamentos depressivos, relatando que encontram dificuldades para realizar com satisfação suas atividades diárias; 56% apresentam sintomas somáticos e indicam que dormem mal; 48% apresentam decréscimo de energia vital, indicando cansar com facilidade. Ainda 6,7% relataram ideação suicida.

Os dados da pesquisa, apresentados por nós durante o mês de janeiro, revelam um cenário preocupante onde o trabalho está altamente relacionado a diversos fatores de risco para o adoecimento mental. Situações de assédio moral e violência psicológica no trabalho também apareceram com uma frequência intolerável dentro do Ministério Público.

Estamos acompanhando as discussões no CNMP sobre a construção de uma Política Nacional de Atenção Continuada à Saúde Mental e já enviamos nossas sugestões ao conselheiro relator. Esperamos que ainda neste ano, o cuidado com a saúde mental e o bem-estar no trabalho de servidores e membros se torne uma política da instituição

#JaneiroBranco#MP#SaúdeMental