CNMP lança cartilha sobre saúde mental no Ministério Público

0
959

A Comissão da Saúde do Conselho Nacional do Ministério Público (CES/CNMP) lançou, na quarta-feira (02), a versão digital da cartilha “Bem viver: saúde mental no Ministério Público”. A cartilha foi elaborada pela  presidente da Comissão, Sandra Krieger, e pelos  membros auxiliares da CES, Jairo Bisol e Rafael Meira Luz. A publicação trata de assuntos como pandemia e teletrabalho, ansiedade, depressão, síndrome do esgotamento profissional (Burnout), transtorno do pânico, tratamentos e práticas integrativas complementares.

A FENAMP e a ANSEMP estão participando das discussões sobre saúde mental junto ao CNMP. O lançamento da cartilha faz parte de um projeto mais amplo para a promoção da saúde mental de membros e servidores do Ministério Público. O projeto teve início em setembro, com o levantamento de dados para diagnóstico inicial junto às chefias ministeriais. A publicação da cartilha de sensibilização é a segunda etapa, que será seguida pela realização de uma pesquisa com membros e servidores, elaborada por especialistas na área. 

No lançamento da  publicação, a conselheira Sandra Krieger destacou que a iniciativa é voltada para a saúde mental de membros e servidores do Ministério Público e “tem como propósito desenvolver uma política institucional permanente do CNMP, consolidando muitas ações locais, regionais e de diversos ramos da instituição, vocacionada a ouvir ativamente e apoiar as pessoas que exercem seu múnus público, que, em muitas situações, não se percebem e, por não perceberem, não se cuidam”.

O evento de lançamento teve ainda a participação do Procurador-Geral da República e presidente do CNMP, Augusto Aras, que destacou a importância da iniciativa e do debate sobre saúde mental:  “o tema é complexo, permeado por singularidades inerentes e deve ser enfrentado com cientificidade, cuidado e seriedade, tendo como destinatário o ser humano, homens e mulheres que, nas diversas frentes do Ministério Público, respondem por suas funções institucionais”.

A coordenadora de Comunicação e Organização da FENAMP, Erica Oliveira, saúda a iniciativa do Conselho Nacional do Ministério Público: “A publicação da cartilha Bem Viver, assim como os demais trabalhos que estão sendo realizados pelo CNMP acerca do tema Saúde Mental, representa uma iniciativa muito importante na construção de uma política de prevenção de doenças emocionais que, muitas vezes, repercutem em doenças ocupacionais de membros e servidores dos MPs. A preocupação com a qualidade de vida dos integrantes da instituição promove a manutenção e melhoria dos serviços prestados à sociedade”.

Em novembro, a FENAMP e a ANSEMP também realizaram o lançamento de um ebook dentro da temática da saúde mental, bem como uma live sobre o tema. A publicação trata de caracterizações e orientações sobre como identificar, prevenir e combater as práticas de Assédio Moral e Sexual. O objetivo das entidades é apoiar pessoas que passaram ou estão passando por situações de assédio moral e sexual, a fim de que possam reconhecer as situações assediosas, intervir de maneira profissional e construir atitudes combativas e resilientes para evitar o medo, o sofrimento e a angústia do assédio no ambiente de trabalho.

Faça o download da sua cartilha “Bem viver: saúde mental no Ministério Público” em: https://fena.mp/saudementalCNMP 

Com informaçõe: Secom CNMP