Saiu da Mídia: Servidores da classe média do setor público lançam campanha contra PEC Emergencial

-

A coluna Painel da Folha de São Paulo traz nota sobre o lançamento do Movimento a Serviço do Brasil. A nota destaca que a aprovação da PEC Emergencial pode causar sobrecarga na prestação do serviço a partir de 2021. Confira abaixo:


Servidores públicos da classe média do funcionalismo (como técnicos judiciários, oficiais de Justiça e auditores estaduais) se mobilizam contra os cortes de salários e de jornada da PEC Emergencial – que cria gatilhos que comprimem os gastos do governo, como o com funcionalismo, para se adequar ao teto de gastos. 

O Movimento a Serviço do Brasil, que será lançado no dia 5 de novembro, afirma que o atendimento à população será afetado em 2021.

Isaac Lima, da Fenajufe (Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União), entidade que encabeça a ação, afirma que o objetivo da campanha é mostrar que categorias de funcionários públicos que deverão ser atingidas pela proposta de enxugamento são essenciais, ao contrário da mensagem difundida pelo governo e por entidades favoráveis às reformas.

Vinte e cinco entidades representativas de servidores se engajaram. Eles dizem representar 400 mil funcionários do setor público. 

Últimas

Entidades filiadas à FENAMP e à ANSEMP irão distribuir 8,9 mil cartilhas sobre “Prevenção e Enfrentamento ao Assédio Moral e Sexual”

A FENAMP e a ANSEMP, juntamente com suas entidades de base filiadas, realizaram a impressão de 8,9...

Saiu da Mídia: Movimento a Serviço do Brasil lança manifesto por uma reforma administrativa e por uma PEC emergencial que otimizem o Estado

O Blog do Servidor, do jornal Correio Braziliense repercutiu a nota do Movimento a Serviço do Brasil...

O impacto da Reforma Administrativa para os atuais servidores públicos

O 14º Estudo Técnico publicado pela Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) traz informações e revelações relevantes para o debate sobre a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 32/2020. A emenda altera disposições da carta magna que versam sobre servidores, empregados públicos e organização administrativa.

Servir Brasil e Frente da Reforma Administrativa debatem PEC-32 em live

Os deputados federais Professor Israel Batista (PV/DF) e Tiago Mitraud (Novo/MG), presidentes das frentes parlamentares mistas em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) e da Reforma Administrativa, respectivamente, vão participar de uma live nesta quinta (03), às 15h. As duas frentes parlamentares têm pontos de vistas distintos em relação à Proposta de Emenda Constitucional (PEC).

Mais Lidas

Você tambám vai se interessarRelacionado
Para você