MPs planejam retorno ao trabalho presencial mesmo com avanço da Covid-19 no país

0
197

Na contramão do que recomendam especialistas da área de saúde e o CNMP, parte dos Ministérios Públicos estaduais já planejam a retomada das atividades presenciais em suas respecitivas sedes, mesmo com o avanço da Covid-19, que continua fazendo vítimas fatais em todas as regiões do país, que tem no isolamento social a única forma de combate eficaz à propagação da doença.

Em contrapartida, o MPF e o MPT moveram ação civil pública contra a União para que seja normatizado o teletrabalho na Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional – nas hipóteses em que possa ser adotado, sem prejuízo à realização dos respectivos serviços ou atividades e aos imperativos de interesse público – enquanto perdurar o estado de emergência de saúde pública decorrente da Covid-19. Ainda, segundo o pedido, o gestor deverá se abster de determinar o trabalho presencial relativo à atividade ou a serviço não essencial.

Levantamento da ANSEMP mostra o calendário adotado por alguns MPEs para o retorno das atividades. Confira abaixo:

1- MPRJ – 01/07
2- MPRS – já retornou
3-MPSE – 15/07 (grupos de risco ficarão em home office até o fim da pandemia)
4- MPTO – a definir
5- MPPE – prorrogado até 19/07, retorno por etapas.

6- MPMA – 01/07 – rodízio agora depende da unidade não comportar o distanciamento de 2m entre as estações de trabalho, grupos de risco em teletrabalho até janeiro de 2021, pessoas que convivem com grupo de risco e pais de crianças em idade escolar podem tb solicitar o teletrabalho, estes últimos até a volta às aulas, programada para 01/08.

7- MPMG – trabalho remoto até 03/08, podendo ser prorrogado;
8- MPGO – prorrogado ate 01/09
9 – MPRO – à definir em julho
10- CNMP – Retorno gradual para o dia 08/07
11-MPPI – Retorno gradual para o dia 20/07.
12 – MPPB – 20/07 (retorno gradual)
13 – MPCE – retorno dia 06 para órgãos de administração em Fortaleza e dia 20/07 para órgãos de execução em Fortaleza. Retorno gradativo a partir do dia 20/07 para cidades de baixo e moderado risco de contaminação. Cidades de alto risco terão mantidas as atividades presenciais suspensas. Grupos de riscos permanrcem em trabalho remoto por tempo indefinido.

14 – MPRR – à definir
15 – MPES – até 31/07
16 – MPBA – até 31/07
17- MPSC – parte retornou dia 04/06 em regime de rodizio – grupos de risco e- alguns órgãos continuam em Teletrabalho até dia 30/07.

18- MPAM – Trabalho remoto na instituição até 15/07. O ATO 163/2020/PGJ está aindbba regulamentando o Plano d e Retorno Pós-quarentena para retomada das atividades presenciais.

19- MPSP – retorna 26/7

Assim, causa estranheza o planejamento do retorno ao trabalho presencial por parte dos MPEs, tendo em vista as inúmeras ações desses órgãos para que estados e municípios não flexibilizem o isolamento social, bem como o comprovado aumento de produtividade experimentado pelo órgão, durante a vigência do teletrabalho nos últimos 3 meses.

MP-BA soma 56 mil processos e procedimentos em três meses da nova gestão

MPRJ realiza mais de 136 mil atividades em regime de teletrabalho

MPRJ divulga balanço estatístico da Ouvidoria no primeiro trimestre de 2020 com mais de 770 registros relacionados ao novo coronavírus

banner (1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here