CSP-Conlutas – Já superamos a marca de 300 assembleias para a eleição de delegados(as)

0
35

O número de assembleias marcadas já ultrapassou a marca das 300, entre as já realizadas e as que estão por se realizar, para eleger os delegados(as) do 4º Congresso Nacional da CSP-Conlutas, que acontecerá de 3 a 6 de outubro, em Vinhedo (SP).

Aberto em 3 de junho, o prazo para entidades sindicais e do movimento popular se encerra no próximo dia 11 de setembro. Assim, se alguma entidade não conseguiu marcar, é necessário ficar atento(a), pois há um prazo de cinco dias entre a marcação na página do congresso e a realização da assembleia, com devida divulgação à base.

A maioria das assembleias que já elegeu delegados(as) estão em processo de cadastramento das pessoas eleitas.

Após o encerramento de entidades e movimentos, será aberto o prazo, de 13 a 27 de setembro, para a eleição dos representantes dos movimentos de luta contra as opressões e juventude.

Petroleiros, metalúrgicos, servidores públicos federais, estaduais e municipais, profissionais da educação básica e superior, profissionais da saúde, trabalhadores do setor de transporte, como rodoviários e metroviários, químicos, bancários, operários da construção civil, trabalhadores rurais, agricultores familiares, urbanitários, comerciários, oposições sindicais movimentos de luta por moradia, assentamentos e outros. São essas categorias que já realizaram assembleias e começam a traçar o perfil de luta de no Central.

A realização das assembleias são momentos privilegiados para debater com os trabalhadores das categorias a política da CSP-Conlutas e o papel nas lutas, principalmente nesta conjuntura de tantos ataques à classe trabalhadora pelo governo de ultradireita de Jair Bolsonaro (PSL).

Diante disso, como unificar, fortalecer as nossas mobilizações e ações, assim como fortalecer a unidade da classe e a organização dos trabalhadores.

É um momento de debatermos na base a questão das opressões, como o machismo, racismo, LGBTfobia e xenofobia e as formas de combate.

Mas, para além da situação nacional, discutir a crise do capitalismo que imputa retirada de direitos, precarização do trabalho, piora da qualidade de vida e situação de penúria às classes menos favorecidas em todo o mundo. As assembleias para eleição de delegados(as) também reafirmam no perfil internacionalista da CSP-Conlutas.

Algumas assembleias realizadas:

Base Apeoesp (São Miguel, Taboão e Itaquera – SP)

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos (SP)

Simpere (Educação Municipal – PE)

Ocupação Jardim da União (SP)

banner (1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here