Presidente da CCJ decide que colegiado não pode mudar texto da reforma da Previdência

-

Parlamentares da oposição defendem alterações no texto e estão apresentando questionamentos sobre o prosseguimento dos trabalhos no colegiado

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, deputado Felipe Francischini (PSL-PR), descartou a possibilidade de apresentação de emendas durante a análise da admissibilidade da reforma da Previdência (PEC 6/19).

Em resposta a questão de ordem, ele afirmou que eventuais modificações no texto do governo Bolsonaro só serão possíveis na comissão especial que analisará o mérito ou no Plenário. O PDT pretende recorrer ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

O relator da reforma da Previdência na CCJ, deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG), apresenta em instantes seu parecer. Parlamentares da oposição defendem alterações no texto.

Neste momento, o colegiado discute o prosseguimento dos trabalhos.

A reunião continua no plenário 1.

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Natalia Doederlein

Agência Câmara Notícias

Últimas

FENAMP participa de reunião com líder Frente Parlamentar Mista da Reforma Administrativa

A FENAMP e a ANSEMP participaram, na quarta-feira (21), de reunião com o líder Frente Parlamentar Mista...

Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público apresenta pedido de suspensão da tramitação da PEC 32/2020

A Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) protocolou, na noite de quarta-feira (21),...

Em ação com outdoors, SINDSEMP-SE dá visibilidade na luta contra Reforma Administrativa

O SINDSEMP-SE está empenhado na campanha de informação sobre os malefícios da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 32/2020,...

Frente Servir Brasil cobra divulgação de dados que governo federal usou para Reforma Administrativa

Os parlamentares da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) protocolaram, na noite desta quarta-feira (21/10), um mandado de segurança que solicita ao Ministério da Economia abertura de dados que deram suporte à PEC 32/2020, conhecida como a Reforma Administrativa.

Mais Lidas

- Advertisement -

Você tambám vai se interessarRelacionado
Para você