Presidente da CCJ decide que colegiado não pode mudar texto da reforma da Previdência

-

Parlamentares da oposição defendem alterações no texto e estão apresentando questionamentos sobre o prosseguimento dos trabalhos no colegiado

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, deputado Felipe Francischini (PSL-PR), descartou a possibilidade de apresentação de emendas durante a análise da admissibilidade da reforma da Previdência (PEC 6/19).

Em resposta a questão de ordem, ele afirmou que eventuais modificações no texto do governo Bolsonaro só serão possíveis na comissão especial que analisará o mérito ou no Plenário. O PDT pretende recorrer ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

O relator da reforma da Previdência na CCJ, deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG), apresenta em instantes seu parecer. Parlamentares da oposição defendem alterações no texto.

Neste momento, o colegiado discute o prosseguimento dos trabalhos.

A reunião continua no plenário 1.

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Natalia Doederlein

Agência Câmara Notícias

Últimas

MT – MPE revoga demissão de ex-sindicalista que foi exonerado na gestão de Prado

O Ministério Público Estadual (MPE) revogou a demissão do servidor João Guilherme de Oliveira Vicente Ferreira, ex-presidente do Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (Sindsemp-MT). Ferreira havia sido demitido por se ausentar do cargo por um ano supostamente sem autorização administrativa da Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ), enquanto tinha atuação sindical.

Nota de Repúdio — Aprovação da PEC 186/19

A Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) repudia a iniciativa do governo federal de acelerar a articulação no Congresso Nacional visando à aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 186/19. A PEC 186/19 institui mecanismos de ajustes fiscais para reduzir gastos públicos, incluindo a redução de jornada de trabalho e…

RJ – Presidente da Assemperj e membros do FOSPERJ são nomeados para o Conselho Fiscal do RIOPREVIDÊNCIA

O governador em exercício do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, publicou um decreto no Diário Oficial de ontem (13/01/21), nomeando os membros do Conselho Fiscal do Fundo Único de Previdência Social – RIOPREVIDÊNCIA.

Não incide contribuição social sobre o terço constitucional de férias para os servidores públicos

Recentemente, o Supremo Tribunal Federal julgou o recurso extraordinário nº 1.072.485, da relatoria do Ministro Marco Aurélio, que gerou o tema de repercussão geral nº 985, ementado como: "É legítima a incidência de contribuição social sobre o valor satisfeito a título de terço constitucional de férias.

Mais Lidas

Você tambám vai se interessarRelacionado
Para você