MG – SINDSEMPMG se reúne com diretor-geral do MPMG para debater os entraves na carreira dos servidores

-

Ofício requerendo dados sobre o posicionamento dos servidores na carreira será enviado

Dirigentes do sindicato estiveram reunidos com o diretor-geral do MPMG, Junio Doroteu, na tarde de ontem, 09, para discutir a carreira dos servidores e seu possível destravamento.

Compareceram ao encontro, o coordenador-geral, Eduardo Amorim; diretor de Assuntos Jurídicos, Eduardo Maia; diretor de Relações Institucionais, Alexandre Ker; diretor de Formação Política e Sindical, Charles Muniz e o diretor de Assuntos Culturais, Sociais e de Saúde, Miranilton Pereira. Da parte do MPMG estiveram o diretor-geral, Junio Doroteu; a assessora especial, Simone Lima; o superintendente de Recursos Humanos, Geraldo Rogério e a coordenadora da Diretoria de Desenvolvimento de Recursos Humanos, Fernanda Lucas.

O diretor-geral reafirmou aos representantes do SINDSEMPMG que não existe qualquer estudo concreto ou comissão formada com o objetivo alterar o atual plano de carreiras dos servidores do Ministério Público. Salientou, ainda, que o momento financeiro atual não se mostra favorável a que sejam realizadas alterações significativas nas carreiras.

Doroteu ponderou, entretanto, que os critérios atualmente utilizados para promoções verticais por merecimento têm se mostrado insustentáveis, visto que está se fomentando um mercado focado na realização de inúmeras pós-graduações, sem proveito evidente na formação dos servidores, revelando preocupação quanto ao atendimento dos interesses da administração pública. O diretor-geral salientou que análises estão sendo efetuadas, porém, não há nada concreto.

Durante toda a conversa, o coordenador-geral e diretores do SINDSEMPMG enfatizaram a necessidade de que o sindicato seja convidado a participar de discussões que tenham como mote a alteração nos critérios de promoção/progressão, assim como de qualquer tema relativo à carreira.

A fim de colher elementos que deem suporte a uma análise criteriosa e posterior apresentação de sugestões a serem debatidas com a categoria, os diretores solicitaram informações que serão encaminhadas via ofício.

Diante dessa afirmação, o corpo de representantes do MPMG afirmou que não serão realizados estudos visando qualquer alteração na carreira dos servidores sem a imprescindível participação do sindicato, convidando a entidade a trazer soluções e estudos a fim de serem avaliados pela Administração Superior.

Ofício e Remoção

Com o objetivo de contribuir para a análise dos temas propostos, o SINDSEMPMG vai requerer – via ofício – informações atualizadas sobre o posicionamento dos servidores nas carreiras, tais como o número de colegas em cada classe, etc. Dessa forma será possível deliberar junto a categoria, buscando propostas e soluções que busquem o benefício de todos.

Aproveitando o momento, os dirigentes também levantaram a questão das remoções, atual gargalo da pauta de reivindicações. A assessora especial Simone Lima reafirmou que não há previsão concreta, em razão da situação financeira do Estado, contudo, também instou o sindicato a apresentar sugestões para que a questão seja resolvida o mais breve possível.

AGO

Enquanto isso, a Assembleia Geral Ordinária (AGO) de prestação de contas será realizada amanhã, às 19h30 na sede do sindicato em Belo Horizonte. O encontro tem intuito de apresentar os investimentos feitos pela entidade em prol da categoria no ano de 2018.

O SINDSEMPMG convoca todos os filiados a participar da reunião. Servidores do interior poderão acompanhar via transmissão ao vivo no YouTube.

Fonte: Assessoria de Comunicação do SINDSEMPMG

Últimas

MT – MPE revoga demissão de ex-sindicalista que foi exonerado na gestão de Prado

O Ministério Público Estadual (MPE) revogou a demissão do servidor João Guilherme de Oliveira Vicente Ferreira, ex-presidente do Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (Sindsemp-MT). Ferreira havia sido demitido por se ausentar do cargo por um ano supostamente sem autorização administrativa da Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ), enquanto tinha atuação sindical.

Nota de Repúdio — Aprovação da PEC 186/19

A Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) repudia a iniciativa do governo federal de acelerar a articulação no Congresso Nacional visando à aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 186/19. A PEC 186/19 institui mecanismos de ajustes fiscais para reduzir gastos públicos, incluindo a redução de jornada de trabalho e…

RJ – Presidente da Assemperj e membros do FOSPERJ são nomeados para o Conselho Fiscal do RIOPREVIDÊNCIA

O governador em exercício do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, publicou um decreto no Diário Oficial de ontem (13/01/21), nomeando os membros do Conselho Fiscal do Fundo Único de Previdência Social – RIOPREVIDÊNCIA.

Não incide contribuição social sobre o terço constitucional de férias para os servidores públicos

Recentemente, o Supremo Tribunal Federal julgou o recurso extraordinário nº 1.072.485, da relatoria do Ministro Marco Aurélio, que gerou o tema de repercussão geral nº 985, ementado como: "É legítima a incidência de contribuição social sobre o valor satisfeito a título de terço constitucional de férias.

Mais Lidas

Você tambám vai se interessarRelacionado
Para você