Ansemp elege nova diretoria – Gestão 2019-21

0
348

Durante o VI Encontro Nacional dos trabalhadores e trabalhadoras dos Ministérios Públicos brasileiro, realizado entre os dias 23 e 25, em Brasília (DF), foi eleita a nova diretoria da Ansemp. Na ocasião também foi realizado um balanço da última gestão e traçadas orientações para o próximo mandato durante o triênio (2019-2021).

Assumem a presidência da Ansemp o servidor do MPRN, Aldo Clemente, e a vice-presidência o servidor do MPRJ, presidente da Assemperj, Flávio Sueth. O ex-presidente da Ansemp, Francisco Antônio Távora, fez um balanço positivo em relação a última gestão, ressaltando que nos últimos anos ocorreu um crescimento de seis para vinte e um estados filiados à entidade. Nesse processo foi possível, segundo ele, o fortalecimento das pautas fazendo com que temas importantes fossem levados ao STF.

“Nossa atuação deu visibilidade à Associação, e esse fortalecimento fez com que levássemos a pauta ao STF temas de repercussão dos interesses dos servidores do MP. Valorizamos sempre o concurso público e o combate a várias legislações estaduais que criam um contingente exacerbado de servidores comissionados em detrimento da carreira dos servidores do MP. Resultado da nossa atuação foi a criação e o fortalecimento da Fenamp, que não disputa espaço e atua em parceria a nível nacional”, afirmou.

De acordo com o novo presidente da Ansemp, Aldo Clemente, é um desafio enorme dirigir uma entidade a nível nacional em defesa dos trabalhadores (as) do MP. Para ele, atualmente o combate primordial é a mobilização contra a Reforma da Previdência proposta pelo atual governo. Mas a democratização dos MPs Estaduais, a participação dos servidores e suas entidades dentro dos órgãos deliberativos do MP em todo Brasil, que são formados por membros, assim como a ampliação da ocupação de servidores efetivos no quadro do MP em detrimento da terceirização e comissionamento, dentre outros temas, também estão entre as prioridades da nova gestão.

“Estamos na defesa dos processos em tramitação no STF, no CNMP, a pauta nacional de política dentro do Congresso Nacional. Tivemos uma gestão profícua, que passou e ainda está para encerrar. Buscamos um papel para aglutinar e continuar esse trabalho, de forma que a representação nacional seja vista e entendida como um papel fundamental na democracia e na luta dos trabalhadores de todos os MP estaduais”, finalizou.

Veja a composição da nova diretoria:

CHAPA LUTA E RESISTÊNCIA

Presidente: Aldo Clemente de Araújo Filho (MPRN)

Vice-Presidente: Flávio Sueth Nunes (MPRJ)

Diretor Administrativo: Vânia Márcia de Sousa Leal Nunes (MPMA)

Diretor Financeiro: José Polycarpo de Negreiros Leite (MPCE)

Diretor de Comunicação Social: Jodar Pedroso Prates (MPRS)

Diretor Jurídico: Francisco Antônio Távora Colares (MPCE)

Diretor de Mobilização e Relações do Trabalho: Ronaldo Fonseca Sampaio (MPPE)

Diretor de Relações Institucionais: Márcio Gleyson Silva de Bittencourt (MPGO)

Presidente Regional do Nordeste: Daniel Lins Batista Guerra (MPPB)

Presidente Regional do Norte: Almir Santos Santana (MPRO)

Presidente Regional do Sul: Gilmar Rodrigues (MPSC)

Presidente Regional do Sudeste: Vinicius Zanata (MPRJ)

Presidente Regional do Centro Oeste: Ruiter Silvio Santos (MP/GO)

Suplente da Diretoria: Guilherme Henrich Benek Vieira (MPAM) 

Suplente da Diretoria: Jose Arimatea Marques Arêa Leão Costa (MPPI)

Presidente do Conselho Fiscal: Saldanha Dias Valadares Neto (MPTO)

Conselheiro Fiscal: Maria Fernanda Souza Carvalho (MPSE)

Conselheiro Fiscal: Hilda Santa Rosa Freitas (MPBA)

Suplente do Conselho Fiscal: João Bôsco Rabello Lins (MPPE)

Suplente do Conselho Fiscal: Dionatã Silva Lima (MPMA)

Suplente do Conselho Fiscal: Elione Donato dos Santos (MPRR)

banner (1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here