RS – Ato do 1º de abril: Promotorias do interior somam na luta pelo PCCS

No dia 1º de abril, além de Porto Alegre, promotorias do interior também realizaram atos, marcando os cinco mil dias sem negociação do PCCS

Promotorias do interior do Estado realizaram, no dia 1º de abril, atos para marcar os cinco mil dias sem que a administração do MPRS tenha feito qualquer movimento em relação ao PCCS. Os servidores vestiram preto, colocaram fitas pretas em sinal de protesto e até “comemoraram” com um bolo a data. Em algumas, os servidores contaram com o apoio do Promotor, como o Dr. Carlos Fioirioli, de Lajeado.

Servidores contaram com apoio do Promotor Carlos Fioirioli

De forma simbólica, mas com força, a categoria mostrou, nesta segunda-feira, o descontentamento com o descaso do MPRS com uma situação injustificável. De fato, a apresentação de uma proposta para o PCCS só dependente de vontade, já que, segundo o próprio procurador-geral informou em reunião com o Sindicato, há uma proposta pronta. Para os servidores, adiar a apresentação da proposta tem apenas o intuito de postergar para o fim da administração, dando margem a que a próxima gestão não se comprometa com sua aprovação.

Para os servidores, é fundamental que a proposta seja apresentada e analisada pela categoria para ser encaminhada ao legislativo ainda nesta gestão. Qualquer coisa diferente disso é criar condições para que se passem mais dois anos sem qualquer encaminhamento concreto desta reivindicação e submeter a categoria ainda mais ao constrangimento de continuar sendo o único ministério público do país onde não há uma carreira e uma expectativa de progressão profissional.

As mobilizações irão continuar. Nesta quarta-feira (03) a orientação é para que todos os servidores usem preto e mantenham as manifestações pela apresentação da proposta do PCCS.

Assessoria de Comunicação
02/04/2019 12:06:31

banner (1)