CSP-Conlutas – Em reunião, com Rodrigo Maia, CSP-Conlutas critica ataques de governo aos trabalhadores

-

Em reunião das Centrais Sindicais com o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, na tarde desta terça-feira (12), o dirigente da Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas Saulo Arcangeli denuncia os ataques do governo Jair Bolsonaro à classe trabalhadora, reafirma que os bancos serão os verdadeiros privilegiados da Reforma da Previdência e avisa que vai ter luta. “Uma duríssima reforma contra os trabalhadores e contra os mais pobres!”.

Saulo denunciou a medida provisória 873, um ataque à liberdade sindical, a direitos constitucionais e a direitos contidos na Organização Internacional do Trabalho.

O dirigente da Central também avisou que dia 22 de março haverá uma grande dia nacional de lutas.

Além da CSP-Conlutas participam da reunião CUT, CTB, CGTB, UGT, CSB, Força Sindical e Intersindical.

Últimas

MT – MPE revoga demissão de ex-sindicalista que foi exonerado na gestão de Prado

O Ministério Público Estadual (MPE) revogou a demissão do servidor João Guilherme de Oliveira Vicente Ferreira, ex-presidente do Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (Sindsemp-MT). Ferreira havia sido demitido por se ausentar do cargo por um ano supostamente sem autorização administrativa da Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ), enquanto tinha atuação sindical.

Nota de Repúdio — Aprovação da PEC 186/19

A Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) repudia a iniciativa do governo federal de acelerar a articulação no Congresso Nacional visando à aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 186/19. A PEC 186/19 institui mecanismos de ajustes fiscais para reduzir gastos públicos, incluindo a redução de jornada de trabalho e…

RJ – Presidente da Assemperj e membros do FOSPERJ são nomeados para o Conselho Fiscal do RIOPREVIDÊNCIA

O governador em exercício do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, publicou um decreto no Diário Oficial de ontem (13/01/21), nomeando os membros do Conselho Fiscal do Fundo Único de Previdência Social – RIOPREVIDÊNCIA.

Não incide contribuição social sobre o terço constitucional de férias para os servidores públicos

Recentemente, o Supremo Tribunal Federal julgou o recurso extraordinário nº 1.072.485, da relatoria do Ministro Marco Aurélio, que gerou o tema de repercussão geral nº 985, ementado como: "É legítima a incidência de contribuição social sobre o valor satisfeito a título de terço constitucional de férias.

Mais Lidas

Você tambám vai se interessarRelacionado
Para você