RS – SIMPE-RS cria coletivos de Mulheres, LGBTI’s, Negras e Negros e Pessoas com Deficiência

-



Na última assembleia geral do SIMPE-RS, realizada dia 25 de janeiro, a categoria deliberou pela criação dos coletivos de Mulheres, LGTBI’s (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais), Negras e Negros e Pessoas com Deficiência. O objetivo dos coletivos, segundo o presidente do Sindicato, Jodar Pedroso, é ter um cuidado mais específico com temáticas relacionadas a estes grupos. “Queremos ter uma atenção especial com as questões relacionadas a estes segmentos, especialmente quanto ao respeito aos seus direitos”, acrescentou Jodar.

A proposta, apresentada na assembleia pelo Sindicato, pretende colocar o SIMPE-RS em outro patamar de inserção na categoria e na sociedade. “Queremos ir além das pautas corporativas e questões salariais e fortalecer agendas maiores, que digam respeito à dignidade das pessoas e o respeito às diferenças e as suas escolhas”, acrescentou o dirigente.

Jodar lembra que especialmente num momento em que as políticas governamentais apontam para um retrocesso na questão dos direitos humanos, a criação destes coletivos vem para fortalecer os espaços e as ferramentas de lutas dos trabalhadores. “A ideia de criar os coletivos ficou ainda mais forte a partir da Pesquisa sobre saúde e fatores psicossociais e da visão de que o Sindicato tem de estar cada vez mais próximo e solidário com os servidores”, disse o presidente.

Para dar visibilidade aos coletivos e propiciar a participação dos servidores nos debates, já foram criados grupos no facebook com os respectivos coletivos. A partir dos debates, a categoria pode construir proposições a serem levadas ao Sindicato, que analisará as propostas e, se for o caso, dará os devidos encaminhamentos.

Os grupos criados para debates dos grupos pretendem:

COLETIVOS DE MULHERES – promover o debate e acompanhar pautas relacionadas a questão de gênero, fortalecendo temas específicos como o 8 de Março, feminismo e sindicalismo, situação das mulheres dentro do MPRS, interdiálogo com ações e debates nacionais relacionados a situação das mulheres no MP, proposições que tramitam no Congresso que atingem as mulheres, acompanhamento das pautas nacionais e governamentais no que diz respeito aos direitos das mulheres, entre outras questões. Temas como saúde da mulher, assédio moral e sexual, avanços no campo dos direitos, igualdade de ocupação de cargos gerenciais e salariais serão alguns dos temas que poderão ser tratados pelo coletivo.

ACESSE O GRUPO AQUI

COLETIVOS LGBTI’s – para debater as liberdades sexuais, casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, adoção por pessoas LGBTI’s, acompanhar ações/propostas que tratam de questões de interesse deste grupo, como o da criminalização da homofobia pelo STF, entre outras questões, especialmente dos ataques a direitos e a integridade física da população LGBTI. Inserção em atividades/debates da população LGBTI como Dia da Visibilidade Transexual (29/1), Dia Internacional do Combate Homofobia (17/5), Dia do orgulho Gay (28/7), Dia da Visibilidade Lésbica (29/8), Dia da Visibilidade Bissexual (29/9), entre outras.

ACESSE O GRUPO AQUI

NEGRAS E NEGROS – Debates das questões raciais, extermínio da juventude negra, acompanhamento de ações/propostas relacionadas à população negra, direitos da população negra, políticas de cotas de acesso ao serviço público, projetos que tramitam no Congresso relacionadas aos negros(as), religiosidade de matriz africana, inserção das atividades como a Marcha Zumbi dos Palmares e Dia Nacional da Consciência Negra, entre outros.

ACESSE O GRUPO AQUI

PESSOAS COM DEFICIÊNCIA – Acompanhamento das pautas relacionadas aos deficientes físicos tanto dentro do MPRS, onde o SIMPE-RS já tem importante atuação; debates sobre saúde, direitos, acessibilidade, questões relativas à aposentadoria, propostas que tramitam em nível nacional sobre deficientes físicos, entre outros.

ACESSE O GRUPO AQUI

Para que os coletivos sejam eficientes e que se possam obter resultados importantes, é fundamental que os servidores, que pertencem ou não a estes grupos, deem suas contribuições, acompanhem os debates nos grupos e tragam proposições ao Sindicato, quer em ações junto ao próprio Ministério Público, quer quanto a outras iniciativas, que envolvendo outros setores, como executivo, legislativo, judiciário e até mesmo em nível nacional, somado a ações que já existam em outros Ministérios Públicos do país ou intercedendo nas ações em instituições como CNMP, STF, Congresso Nacional e outros.

Assessoria de Comunicação
01/03/2019 10:28:16

Últimas

FENAMP participa de reunião com líder Frente Parlamentar Mista da Reforma Administrativa

A FENAMP e a ANSEMP participaram, na quarta-feira (21), de reunião com o líder Frente Parlamentar Mista...

Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público apresenta pedido de suspensão da tramitação da PEC 32/2020

A Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) protocolou, na noite de quarta-feira (21),...

Em ação com outdoors, SINDSEMP-SE dá visibilidade na luta contra Reforma Administrativa

O SINDSEMP-SE está empenhado na campanha de informação sobre os malefícios da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 32/2020,...

Frente Servir Brasil cobra divulgação de dados que governo federal usou para Reforma Administrativa

Os parlamentares da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) protocolaram, na noite desta quarta-feira (21/10), um mandado de segurança que solicita ao Ministério da Economia abertura de dados que deram suporte à PEC 32/2020, conhecida como a Reforma Administrativa.

Mais Lidas

- Advertisement -

Você tambám vai se interessarRelacionado
Para você