MG – INTERSINDICALMG realizará ato público contra Renegociação da Dívida do Estado



Entidade irá apresentar para a sociedade alternativas para a crise financeira mineira e demonstrar que o Governo não tem interesse em solucionar o problema, mas apenas provocar o desmonte do Estado






O coletivo INTERSINDICALMG reuniu-se na tarde de ontem, 07, na sede do Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado de Minas Gerais (SINDSEMPMG) para tratar de temas de interesse comum das categorias. Entre os temas mais debatidos estão o resgate do Ipsemg como órgão de seguridade social e a proposta de renegociação da dívida do Estado que vem sendo negociada pelo governador Romeu Zema com o Governo Federal.




Na avaliação dos sindicalistas, o Governo Estadual visa promover um desmonte do Estado com a venda de estatais e redução do papel do Estado na defesa dos direitos individuais da sociedade. Os dirigentes chamam atenção para o fato de que todas as medidas danosas ao conjunto da sociedade mineira estão sendo debatidas dentro de gabinetes da Cidade Administrativa, numa clara afronta ao dever de transparência do governo.







Dentre as medidas que serão adotadas pelas entidades dos servidores estão a realização de reunião com os secretários de Planejamento e de Fazenda para debater a política do Estado para o IPSEMG, inclusive com a presença do presidente do órgão, e um ato público em protesto contra a renegociação da dívida de Minas Gerais com a União.




Para o diretor jurídico do SINDSEMPMG e representante do sindicato junto à Intersindicalmg, Eduardo MAIA, “o Governo Estadual tem faltado com o seu dever de transparência, tanto com os servidores quanto com a sociedade”. Para o dirigente, “a renegociação da dívida é do interesse de todos e, nos moldes da Lei Complementar 159/2017, representará uma perda enorme para a sociedade e para o próprio Estado que irá perder seus ativos de forma definitiva para o mercado. O objetivo das entidades é promover o diálogo com os deputados e com a sociedade para alertar dos prejuízos e, principalmente, apresentar alternativas que o Governo Estadual insiste em esconder da população, já que tem interesse verdadeiro na redução do Estado e na venda de estatais, que são um verdadeiro patrimônio do povo mineiro”.







O ato público está previamente agendado para o dia 10 de abril, às 14h, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), onde ocorrerá manifestação na portaria e ocupação das galerias para chamar a atenção dos deputados.




Outros atos e atitudes da Intersindicalmg estão sendo elaborados e serão divulgados oportunamente.




Estiveram presentes representantes das seguintes entidades:


SINDSEMPMG – SINDIFISCO-MG – ASSIMA – SINDSISEMG – SINDASPMG – SISPSEMG – AFFEMG – SINTDER – SINDPOLMG – AESPOL – UNSP






Fonte: Assessoria de Comunicação do SINDSEMPMG



banner (1)