PB – SINDSEMP/ASMP se reúnem com procurador-geral e discutem pleitos da categoria

-

A diretoria do Sindicato dos Servidores do Ministério Público da Paraíba (SINDSEMP-PB) e da Associação dos Servidores do Ministério Público da Paraíba (ASMP-PB) se reuniu, nesta quarta-feira (28), com o procurador-geral de Justiça, Francisco Seráphico da Nóbrega Filho. Na pauta do encontro, a questão da implantação da 2ª parcela da data base da categoria, pagamento de pecúnias e pagamento do retroativo referente à data base de 2016.

Além de Daniel Guerra, participaram do encontro, o vice-presidente do SINDSEMP/ASMP, Carlos Fonseca, o diretor financeiro do SINDSEMP/ASMP, Edicley Valdevino, o coordenador executivo da Fenamp, Aloysio Carneiro Júnior, além do diretor financeiro do Órgão, Ubirajara Coutinho.

De acordo com o presidente do SINDSEMP/ASMP, Daniel Guerra, o procurador se comprometeu em honrar todos os compromissos assumidos perante a categoria, garantindo o 2º percentual da data base em dezembro, além do retroativo desse percentual incidente sobre o 13º salário  e a aplicação sobre o terço de férias, pago também em dezembro.

Sobre o pagamento das pecúnias, Daniel disse que o procurador tem por objetivo pagar todas aquelas que já foram autorizadas por ele, e que já tem recursos que asseguram o pagamento de todas aquelas que estavam programadas para até o mês de dezembro, dentro da regra estabelecida de forma isonômica, para membros e servidores.

Retroativo

O procurador também renovou o compromisso de quitar integralmente o retroativo, conforme acertado com o sindicato e servidores, e que já estão sendo feitos ajustes orçamentários para que seja efetuado o pagamento. “A diretoria financeira vem fazendo os ajustes e levantamentos e na próxima semana, após o fechamento da tramitação dos processos administrativos, deveremos nos reunir novamente para a definição desse pagamento”, projetou.

Daniel Guerra destacou que o procurador determinou ao diretor financeiro a tomar todas as medidas necessárias para que sejam cumpridos os compromissos e honrados os pagamentos. “Faço uma avaliação positiva no sentido de o procurador ter reafirmado o seu compromisso de cumprir as obrigações e acordo firmado com os servidores. Nosso sindicato vai permanecer em diligência, e na próxima semana acreditamos que tudo será resolvido e definido”, afirmou.

O vice-presidente do SINDSEMP/ASMP, Carlos Fonseca, disse que apesar de a reunião não ter sido satisfatória por completo, foi produtiva e positiva dado o compromisso do procurador em quitar as pendências, inclusive em uma única parcela.

Fonte: SINDSEMP/PB

Últimas

Senadores entram com representação no Ministério Público para investigar Aras

Os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Fabiano Contarato (Rede-ES) entraram, na sexta-feira (22), com representação junto...

MA – Sindsemp-Ma participa de reunião para prestação de contas da campanha nacional contra a Reforma Administrativa

A reunião discutiu as duas fases executadas até aqui da campanha nacional contra a PEC 32/2020.Na última semana, o Sindsemp-Ma participou de reunião com outras federações de servidores públicos sobre a prestação de contas das duas fases da campanha nacional contra a Reforma Administrativa promovida pelo Movimento A Serviço do Brasil.

Retomada da luta contra a Reforma Administrativa

Um dos principais objetivos deste artigo é mais uma vez demonstrar a amplitude e a complexidade do que se convencionou chamar “Reforma Administrativa”. Que não se encerra numa PEC e em mais alguns outros projetos. A leitura é necessária, vasta, complexa e tem que ser permanente. Vladimir Nepomuceno* Em fevereiro, o Congresso retoma suas atividades…

GO – SINDSEMP SOLICITA REUNIÃO COM PGJ PARA TRATAR SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DO AUXÍLIO-SAÚDE 

SINDSEMP SOLICITA REUNIÃO COM PGJ PARA TRATAR SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DO AUXÍLIO-SAÚDE  20 de Janeiro de 2021, 15h00 O programa de assistência à saúde suplementar dos membros e servidores do Ministério Público, o auxílio saúde, é tema de reunião solicitada junto ao PGJ. Antes negado por falta de regulamentação, o benefício agora é amparado pelo…

Mais Lidas

Você tambám vai se interessarRelacionado
Para você