Oficial do Ministério Público: nomenclatura do cargo agora é lei no RS

-

O governador Sartori publicou, no dia 30 de janeiro, a Lei 15.134/2018, que altera a nomenclatura do cargo de Secretário de Diligências para o Oficial do Ministério Público. A proposta foi aprovada em dezembro do ano passado pela Assembleia Legislativa através de uma emenda ao Projeto de Lei 399/2015, encaminhado pelo Ministério Público, que transformou os 45 cargos de secretário de diligências em agente administrativos. (Veja a lei aqui).

A emenda foi de iniciativa do Sindicato, apresentada pelo deputado Pedro Ruas (PSol) e negociada com o governo e MPRS, alterando a denominação do cargo. Para Jodar Pedroso, a aprovação da proposta e agora a transformação em lei coloca o RS na vanguarda do movimento que existe em nível nacional para uma uniformização do nome do cargo e é um primeiro passo que poderá, inclusive, ter reflexos em outras postulações.

Já quanto a transformação dos cargos, segundo o diretor Jodar Pedroso, o impacto mais importante é no sentido de desmontar o discurso da administração, de que não tem pessoal suficiente para exercer as funções pela limitação das vagas. Será possível ao órgão, agora, chamar os concursados aprovados e que aguardam a nomeação. O dirigente lembra que em meados do ano passado o MPRS tentou terceirizar esse cargo e só não o fez por interferência rápida do Sindicato e da Associação que garantiram, na Justiça, a interrupção do pregão eletrônico.

O Sindicato continuará na luta para o atendimento das inúmeras demandas dos agora Oficiais do MP, como a gratificação de risco de vida, definições mais claras de diligências e a caminhada para que o cargo tenha a mesma nomenclatura em todo o país, além dos mesmos direitos e vantagens.

Assessoria de Comunicação SIMPE-RS

Últimas

GO – SINDSEMP SOLICITA REUNIÃO COM PGJ PARA TRATAR SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DO AUXÍLIO-SAÚDE 

SINDSEMP SOLICITA REUNIÃO COM PGJ PARA TRATAR SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DO AUXÍLIO-SAÚDE  20 de Janeiro de 2021, 15h00 O programa de assistência à saúde suplementar dos membros e servidores do Ministério Público, o auxílio saúde, é tema de reunião solicitada junto ao PGJ. Antes negado por falta de regulamentação, o benefício agora é amparado pelo…

MA – 9 Dicas para ter mais qualidade de vida em casa e no trabalho

Como alcançar o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal?Muitos servidores públicos e trabalhadores em geral passam horas de seus dias numa mesa de escritório, seja num ambiente comercial ou em uma repartição pública. Com isso, é comum não conseguir encontrar uma justa medida entre trabalho e casa, e, com isso, prejudicar a qualidade de vida…

MT – MPE revoga demissão de ex-sindicalista que foi exonerado na gestão de Prado

O Ministério Público Estadual (MPE) revogou a demissão do servidor João Guilherme de Oliveira Vicente Ferreira, ex-presidente do Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (Sindsemp-MT). Ferreira havia sido demitido por se ausentar do cargo por um ano supostamente sem autorização administrativa da Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ), enquanto tinha atuação sindical.

Nota de Repúdio — Aprovação da PEC 186/19

A Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) repudia a iniciativa do governo federal de acelerar a articulação no Congresso Nacional visando à aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 186/19. A PEC 186/19 institui mecanismos de ajustes fiscais para reduzir gastos públicos, incluindo a redução de jornada de trabalho e…

Mais Lidas

Você tambám vai se interessarRelacionado
Para você