STJ decide que é ilegal cortar salário de servidores grevistas sem negociar a compensação dos serviços

-

Na Petição nº 11.468, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) deferiu medida liminar para impedir que a Administração do Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPE-MG) descontasse a remuneração dos servidores do órgão que participaram de greve.

A relatoria do processo esclareceu que a recente jurisprudência do STJ, de regra, não admite o desconto dos dias paralisados de grevistas, a não ser quando a Administração efetivamente tenta negociar com os servidores, mas não tenha sido possível algum acordo.

A decisão liminar foi dada em ação cautelar ajuizada pelo Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado de Minas Gerais – SindsempMG e patrocinada pelo escritório Cassel Ruzzarin Santos Rodrigues, onde foi demonstrado que a Administração do MPEMG reiteradamente se negou a discutir a compensação das atividades atrasadas, sem considerar o prejuízo ao sustento familiar dos servidores e o danoso acúmulo de serviço.

Segundo o advogado Jean Ruzzarin, “a posição da Administração foi prejudicial tanto para os servidores quanto para o interesse público pois, para forçar o encerramento da greve, alegou que os serviços estavam atrasados, no entanto, com o término do movimento, afirmou não haver interesse na reposição. Essa decisão do STJ é bem-vinda porque, antes de privilegiar o direito salarial dos servidores, cuida dos administrados que, em razão de uma causa legítima que é a greve, ficam prejudicados caso a Administração não procure repor rapidamente a prestação estatal esperada”.

Fonte: Cassel Ruzzarin Santos Rodrigues Advogados

Últimas

Nota de Repúdio Contra o Assédio Moral no MPSE

O SINDSEMP-SE vem observando durante os últimos meses uma conduta injusta e imoral por parte de alguns...

PDT se posiciona contra a Reforma Administrativa de Bolsonaro e Guedes

O site O Cafezinho divulgou, na terça-feira (20), que a cúpula nacional do PDT decidiu que suas...

Reforma Administrativa: Pressão sobre parlamentares indecisos e com ressalvas à PEC 32/2020 poderá definir futuro do serviço público no país

A FENAMP analisou o relatório acerca do posicionamento de senadores e deputados federais em relação à Reforma...

FENAMP participará de Plenária Nacional de servidores públicos no sábado (24): objetivo é construir Dia Nacional de Luta Contra a Reforma Administrativa

FENAMP participará de Plenária Nacional de servidores públicos no sábado (24): : objetivo é construir Dia Nacional de Luta Contra a Reforma Administrativa.

Mais Lidas

- Advertisement -

Você tambám vai se interessarRelacionado
Para você